Quer saber como seu dinheiro pode render mais?

Postado em: 05/09/2018 | Por:

Quer saber como seu dinheiro pode render mais?

Conheça o ramo imobiliário que cresceu 48% durante o último ano e surge como uma excelente oportunidade de negócio.

A taxa de juros caiu e a rentabilidade dos investimentos mais conservadores também

Há não muito tempo atrás, quem tinha aplicações mais seguras e atreladas às altas taxas de juros (na faixa dos 14%a.a.) aproveitou o momento e garantiu uma boa remuneração do dinheiro sem se expor a grandes riscos. No entanto, o cenário econômico mudou: os juros chegaram aos patamares mais baixos da história (6,5%a.a.) e os produtos financeiros indexados à Taxa Selic estão tendo retornos bem menores e ficando menos atrativos em relação a outras oportunidades.

Opção de investimento com expectativas de valorização

Uma boa oportunidade de negócio está no mercado imobiliário, que mostra reações positivas em meio à crise em que se encontra o país. De acordo com a CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), no primeiro trimestre de 2018, as vendas imobiliárias foram 57% maiores em relação à mesma época do ano passado.

Dentro deste campo há uma fatia específica do setor que vem ganhando força e destaque: os empreendimentos do sistema fractional ou aquisição de casas compartilhadas. Neste modelo, as casas – geralmente de alto padrão – têm seu uso fracionado e cada proprietário tem direito a aproveitar da estrutura do imóvel adquirido e de seus benefícios por determinado número de semanas durante o ano. Este sistema é muito difundido em países como Estados Unidos e México e vem ganhando cada vez mais força no Brasil e no mundo por se configurar como uma oportunidade de aquisição de patrimônio, a um preço mais acessível e com expectativas reais de valorização com o passar do tempo e o desenvolvimento destas localidades.

Conceito de casas compartilhadas ganha cada vez mais adesão

Segundo Caio Calfat, vice-presidente do Secovi-SP, este tipo de empreendimento teve um crescimento de 48% de 2017 para 2018, saltando de 54 edificações para 80, indicando a aposta de construtoras e incorporadoras neste novo formato.

O que leva o setor a números animadores é a constatação do interesse cada vez maior de famílias e investidores brasileiros na compra de casas compartilhadas, que permite o desfrute dasinstalações de veraneio de alto padrão, localizadas em balneários, parques aquáticos ou resorts com excelentes infraestruturas, tudo isso aliado às vantagens econômicas de divisão dos custos de manutenção do imóvel e também do fracionamento do valor investido no momento da compra.

Expectativa de aquecimento do setor anima investidores

Os dados mostram que o conceito trazido ao Brasil no final da década passada tem se alinhado ao estilo de vida e ao bolso da família brasileira e agora começa a mostrar resultados crescentes e animadores.

A expectativa é que o interesse pela aquisição de imóveis fracionados (ou casas compartilhadas)aumente ainda mais em razão da expansão do turismo nacional, provocado, entre outros, pelo aumento no valor do dólar americano – o que acaba muitas vezes inviabilizando viagens internacionais e tornando os destinos nacionais mais atraentes aos orçamentos familiares.

A possibilidade de locação das casas de veraneio em alta ou baixa temporada, além da expectativa de valorização destes imóveis ao longo do tempo torna este tipo de investimento muito atrativo em tempos de baixos retornos de aplicações financeiras atreladas às taxas de juros.

Quer ter mais informações sobre compra de casas compartilhadas? Confira aqui no blog!